Brasil traz maior oportunidade para marcas nas redes sociais

O Brasil representa, mais do que boa parte dos países, uma grande oportunidade em potencial para as empresas utilizarem as mídias sociais para ampliar sua visibilidade, aumentar o relacionamento e diálogo com o cliente, engajar os consumidores, melhorar sua imagem e, até, elevar vendas de seus produtos e serviços. Digo isso porque o brasileiro utiliza de maneira mais intensa as redes sociais e tem maior interesse por interagir e se comunicar com os outros e as marcas/empresas.

Esse fato é respaldado por números. Primeiramente, o Brasil é líder em audiência em mídias sociais segundo estudo da Experian Hitwise, que aponta que as redes sociais consumiram 18,9% do uso de internet no país em agosto. Com isso, o país ficou à frente de Cingapura (16,4), Estados Unidos (15,4%), França (15,1%), Índia (14%), Nova Zelândia (13,9%), Austrália (13,1%) e Reino Unido (12,2%).

Já a InSites Consulting revela que 86% dos internautas brasileiros têm perfis em redes sociais. Nestes quesito, o Brasil só perde para a Índia, onde tal taxa de penetração é de 88%. O mesmo relatório mostra ainda que no cada usuário de web do Brasil tem, em média, perfil em 3,1 mídias sociais, fazendo do país o terceiro maior do mundo no quesito, ficando atrás apenas de Índia (3,9) e China (3,4), mas à frente de Estados Unidos (2,1) e Europa (1,9). O Brasil também é segundo país do mundo com o maior número de pessoas com consciência sobre as redes sociais (97%). Veja o gráfico acima.

Além disso, 76% das pessoas que têm perfis em redes sociais no Brasil se logam diariamente, representatividade superior à registrada na China, Estados Unidos e Europa, onde estas são de 67%, 63% e 60%, respectivamente. Apenas a Índia está à frente do Brasil. A interação com as marcas/empresas nas redes sociais também é forte no Brasil. Por aqui,  55% dos usuários de social media seguem/são fãs de empresas nas mídias sociais, sendo que cada user segue, em média, 19 marcas/empresas. Tais números são maiores do que os da Europa (51% / 12,2) e muito próximos do cenário dos Estados Unidos (57% / 19,6).

Outro dado que ilustra esse maior potencial de relacionamento do usuário brasileiro de redes sociais é que 68% destes consultam informações sobre produtos/marcas nas redes, 76% reagem a tais informações e 60% postam sobre elas. Com isso, mais uma vez o Brasil fica acima dos Estados Unidos, onde teias parcelas são de 50%, 49% e 43%, respectivamente, e da Europa, cujas taxas são de 51%, 53% e 36%.

Portanto, atuar com social media no Brasil proporciona uma probabilidade mais significativa de se conseguir maior relacionamento com os usuários e consumidores na comparação com outros países. Mas, como de praxe, quero lembrar que para atuar no meio é necessário ter um entendimento deste e realizar um planejamento adequado, avaliando público-alvo, budget, número de canais a utilizar, conteúdos e formas de comunicação. Só a partir desse planejamento, que pode-se esperar resultados positivos. E lembre-se, atuar com social media requer paciência e o foco inicial deve ser na construção de relacionamento com os usuários/clientes.

Anúncios

Sobre victorhalves

Nerd com paixão e colaboração no DNA. Jornalista e estudioso/consultor do meio de colaboração, web, redes sociais e marketing, e como estes assuntos se relacionam .

Publicado em outubro 6, 2011, em Análise e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: